domingo, 30 de setembro de 2007

CHEGADA A LONDRES

Vamos andar na chuva.

Após duas semanas entre Lisboa e as ilhas de São Miguel, nos Açores, e a da Madeira, onde reinou o sol, com dias agradáveis de céu azul e Lua virando cheia, vamos iniciar uma nova etapa da viagem, agora por Londres.

É o outono começando a mostrar as ruas cobertas de folhas secas molhadas, um início frio, com chuva. Antes de sair da casa quentinha dá-lhe vestir um monte de roupa para enfrentar a rua de guarda-chuvas em punho. Quando se entra em uma estação do Metro já se vê o pessoal tirando os casacos em plena caminhada apressada para poder resistir a sauna que lhes espera dentro dos vagões sem ar condicionado (este um luxo encontrado apenas no Metro do Rio de Janeiro). Sorry...

Dentro dos bares, restaurantes e na maioria dos lugares fechados a primeira coisa que dá vontade de fazer, ao se entrar, é ir retirando as camadas de roupa colocadas para enfrentar o frio absurdo de dez graus que está fazendo lá fora. Dez graus com chuva e vento não é mole não. Ainda bem que não está ventando muito forte, como eles dizem por aqui. Imagina se estivesse.

Daqui uns dias iremos à Irlanda e parece que é lá onde poderemos usufruir a experiência formidável de passear no meio da chuva, da brisa cortante e do frio. São os prazeres que nos esperam, além, é claro, das famosas cervejas locais. Depois a gente conta.

Marcadores: