quarta-feira, 10 de junho de 2009

Lençóis Maranhenses – a chegada

Quando nós cogitamos viajar para o Maranhão resolvemos dar uma espiada no Google Earth: O Globo terrestre a nossa mão, num clique de mouse. Decidimos “voar” sobre os Lençóis Maranhenses. O que vimos foi surpreendente: uma faixa branca no mapa a direita de São Luís. Soubemos depois que tem cerca de 70 km de comprimento, por 50 km de largura. Um enorme parque formado por dunas de areia e milhares de lagos formados pelas águas da chuva: um deserto a beira mar, com direito a pequenos oásis. Uma imagem de respeito! Decidimos conferir e planejamos uma viagem que começasse por um vôo de São Luís a Barreirinha, no qual tivéssemos uma visão aérea dos lençóis, que aprendemos que se dividem em duas partes em grandes e pequenos lençóis divididos pelo Rio Preguiças (nome sugestivo para uma viagem). Do avião vê-se paisagens que sugerem uma sucessão de telas e pinturas indicativas de figuras, como quando se avistam nuvens no céu, uma imagem às avessas, do céu mirando-se a terra.

Os Lençois Maranhenses são de fato uma das maravilhas da natureza e praticamente intocados, pois o acesso se faz hoje somente através de trilhas com os jipões quatro por quatro. É um belo deserto de areia e água em permanente mutação, dependendo das estações das chuvas e das secas, com acesso restrito e controlado pelo IBAMA, até com excessos do tipo: só uma pequena parte pode ser sobrevoada e vista de cima. Recentemente, a partir 1981 é que entrou nos roteiros turísticos. Conta com boa base de apoio em Barreirinhas e possue hoteis, pousadas e Resorts para todos os gostos e bolsos.


Pra galera que gosta de um Lual, parece que a Lua cheia nas dunas é de converter qualquer um em monge budista.